NOVO TREINADOR DA SELEÇÃO BRASILEIRA DEVE SER ANUNCIADO QUINTA-FEIRA

O presidente da CBF, José Maria Marin, dará uma entrevista coletiva na próxima quinta-feira (17), em que deverá anunciar o nome do novo treinador da Seleção Brasileira, que substituirá Luiz Felipe Scolari, demitido nesta segunda-feira (14). Felipão, seu auxiliar técnico Flávio Murtosa, o coordenador técnico Carlos Alberto Parreira, o treinador de goleiros Carlos Pracidelli e o preparador físico Anselmo Sbragia, foram demitidos dois dias após a partida contra a Holanda, quando a seleção perdeu por 3 a 0 e ficou em quarto lugar na Copa do Mundo. Na terça-feira foram anunciadas também as demissões do médico José Luís Runco e do assessor de Imprensa Rodrigo Paiva. Há muita especulação sobre o novo treinador. Falas-se no espanhol Guardiola, que dirige o Bayern, no português José Mourinho, que está no Chelsea, e em outros nomes famosos no futebol internacional. Entre os brasileiros, são citados os nomes de sempre: Muricy Ramalho, atualmente no São Paulo; VanderleI Luxemburgo, que está desempregado; e até em Oswaldo de Oliveira, técnico do Santos. O mais forte, porém, é o de Adenor Leonardo Bach, o Tite, atualmente sem clube, que tem um currículo notável: já conquistou títulos de campeão gaúcho, paulista, Copa do Brasil, Brasileiro A e B, Libertadores e Mundial de Clubes. Apesar de não conseguir chegar a final da Copa e sofrer a maior derrota da história do futebol brasileiro na competição (7 a 1 para a Alemanha, na semifinal), Luiz Felipe Scolari foi o melhor treinador que passou pela Seleção nos últimos tempos: foi campeão da Copa realizada na Coreia do Sul-Japão, em 2002 e campeão da Copa das Confederações no ano passado. No total, Felipão disputou 55 jogos, venceu 38, empatou sete e perdeu dez. Uma campanha vitoriosa na Seleção, mas perdeu justamente quando e do jeito que não podia. Outros treinadores da Seleção Brasileira, campeões do mundo ou não, dirigiram o time em épocas melhores: Vicente Feola, campeão em 1958, viveu a era Pelé, Garrincha, Didi; Aymoré Moreira, bicampeão em 1962, foi da mesma era, que ainda tinha Zito, Djalma Santos, Nilton Santos, Amarildo; Zagallo, campeão em 1970, foi da era Carlos Alberto Torres, Clodoaldo, Gerson, Jairzinho, Tostão, Pelé e Revellino; Carlos Alberto Parreira, em 1994, tinha Romário e Bebeto; Telê Santana teve Zico, Júnior e Sócrates; em 2002, o próprio Felipão tinha Ronaldo, Rivaldo, Roberto Carlos, Cafú... Nesta Copa-2014, Felipão tinha Fred, Hulk, Paulinho e Fernandinho....não dava mesmo para ter melhor sorte. Moacyr Custódio (www.spcenter.com.br)

 
 
Voltar Topo Indicar a um amigo Imprimir
 
JORNAL SÃO PAULO CENTER
Telefones: (11) 4653-3681 ou 9-9298-9006 - WhatsApp (11) 9-5847-9889 tim