no site na web Voltar ao inícioHomePesquisarPesquisarMapa do siteMapa do Site

CAMPEONATO PAULISTA DA SEGUNDA DIVISÃO

O Campeonato Paulista da Segunda Divisão começa neste sábado (27/04), movimentando todo o Estado de São Paulo com a maior, mais disputada e mais importante competição de futebol profissional do Brasil em divisão de acesso. Até o dia 27/10, serão 45 equipes de todas as regiões paulistas brigando para subir à Primeira Divisão, na Série A-3, e a partir daí fazer uma caminhada menos difícil, passando pela Série A-2, e, quem sabe, chegar à divisão de elite e disputar a A-1, onde estão os chamados “times grandes”. Como fez o C.A.Penapolense nos últimos anos, que venceu todas essas etapas e hoje está entre os oito melhores times do Futebol Paulista, disputando as quartas de final da divisão principal. 

O caminho não é fácil: o campeonato é dividido em cinco fases e começa com oito grupos regionalizados, três grupos com cinco times e cinco com seis. Nesta primeira fase, classificam-se os três primeiros de cada grupo. Na segunda fase, que terá 24 times divididos em seis grupos de quatro, seguem os dois primeiros de cada grupo mais os quatro melhores terceiros colocados. A terceira fase terá 16 times – quatro grupos de quatro – classificando-se os dois primeiros de cada grupo.

A quarta fase é o foco principal de todos os 45 times: serão oito equipes divididas em dois grupos de quatro e os dois primeiros de cada grupo sobem para a Série A-3.

E os dois primeiros de cada grupo desta quarta fase, decidem na quinta fase, o título da competição e o vencedor terá o orgulho de escrever em se estádio e colocar em sua história a expressão: Campeão Paulista da Segunda Divisão-2013.  Em todas as fases, a disputa é em dois turnos, um jogo em casa outro fora, o que dá a legitimidade que a Série A-1 não tem, já que na divisão de elite, por falta de datas, os jogos são em turno único. Ou seja: não há a chamada “revanche”, coisa normal e necessária até no futebol de várzea....

O campeonato tem o nome de Segunda Divisão, mas na verdade corresponde a quarta divisão do Futebol Paulista. Trata-se de uma estratégia de marketing da FPF com o objetivo de valorizar principalmente os atletas e atrair investidores e empresários do futebol. A maioria dos clubes continua na disputa graças aos investidores e muitos foram criados só com o objetivo de revelar jogadores. Assim, fica mais fácil negociar no Exterior um atleta da “Segunda Divisão Paulista” do que um da quarta divisão ou da antiga Série B, ou “bezinha”, como ainda chamam muitos comentaristas de rádio do Interior. Nesta linha, há um limite de idade: os atletas inscritos pelos clubes  têm idade de no máximo 23 anos (nascidos em 1990), com exceção de três jogadores acima desta idade que poderão jogar em cada jogo.

Com a fase regionalizada nesta primeira fase, os torcedores poderão ver jogos interessantes em todas as regiões, clássicos tradicionais e até alguns jogos inusitados:

No Grupo 1, será revivido o clássico Araçatuba x Bandeirante de Birigui, cidades vizinhas e antigas rivais. Outro jogo com rivalidade local será Fernandópolis x Tanabi. Livre e desimpedida está a A.E.Ilha Solteira, que tem um pouco de história na competição e poderá meter o bico na vida dos vizinhos. 

No Grupo 2, teremos Osvaldo Cruz x Tupã, que disputaram memoráveis partidas nos anos 1960 e 1970. Haverá também um clássico local: Grêmio Prudente x Presidente Prudente F.C.. O outro time do grupo é o Assisense.

No Grupo 3, continuará acontecendo o clássico Taquaritinga x Matonense, dois clubes que já estiveram na elite, que terão como adversários o novo Guariba e os antigos José Bonifácio e Olímpia.  

No Grupo 4, o Pirassununguense , que tem 105 anos de existência, continua lutando para subir à divisão de elite, brigando com outros clubes tradicionais que já estiveram lá: XV de Jaú e Radium de Mococa. Completam o grupo o aguerrido Américo de Américo Brasiliense, o tradicional Palmeirinha de Porto Ferreira e o Paulistinha de São Carlos, que retorna ao futebol profissional. .  

No Grupo 5, não há história: todos os seis times foram formados recentemente por empresários, são times de negócio: Taboão da Serra, Cotia, Desportivo Brasil, Elosport e Osasco.

No Grupo 6, o tradicional Nacional é o único representante da Capital e terá pela frente um antigo time varzeano - AD Guarulhos que já foi Vila das Palmeiras -  o sempre presente Primavera de Indaiatuba, o sempre incerto e sem casa SEV Hortolândia, mais seus coirmãos de negócios Atibaia e Sumaré.  

No Grupo 7, o União de Mogi das Cruzes, que comemora este ano o seu centenário, vai medir forças com outro time da cidade - o novato Atlético Mogi -, dois clubes da vizinha Suzano (Ecus e União Suzano), um antigo rival (Jacareí A.C.) e outro recém criado, o Manthiqueira de Guaratinguetá.

E no Grupo 8, haverá dois clássicos locais: um que tem muita história para contar – Portuguesa Santista x Jabaquara, ambos com presenças históricas na divisão principal, e outro que não tem nenhuma história: C.A.Diadema x E.C.Água Santa, também de Diadema, os dois recém criados profissionalmente. São Bernardo e Mauaense completam o grupo.


   Moacyr Custódio   

 
 
Voltar Topo Indicar a um amigo Imprimir
 
JORNAL SÃO PAULO CENTER  -  AESCALADA - ACADEMIA BRASILEIRA DE ESPORTES
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS TREINADORES ESPORTIVOS E PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA
Telefones: (11) 4395-0925 ou WhatsApp (11) 9-5847-9889
  Nipotech