no site na web Voltar ao inícioHomePesquisarPesquisarMapa do siteMapa do Site

FUTEBOL NÃO É APENAS UM ESPORTE, É HISTÓRIA, AMOR, TERAPIA, APRENDIZADO, RESPONSABILIDADE E DEDICAÇÃO

Unidas pelo mesmo amor as esportistas do time União Futebol Clube de Mogi das Cruzes em entrevista para o Jornal São Paulo Center falam sobre a relação delas com o futebol e o que esperam do campeonato Paulistão Feminino

 

Rosângela Oliveira

 

Jornal São Paulo Center: Como foi seu primeiro contato com o futebol?

 

Luana Gomes: Estou aqui lembrando do meu primeiro contado com a bola e com o gramado, no começo foi um pouco difícil pois foi quando eu ainda era criança, ganhei uma bola e ficava tentando fazer aquilo que os jogadores faziam com a bola(risos) e eu dentro de casa tentando fazer o mesmo, e daí para frente o meu amor pelo futebol foi crescendo cada dia mais.

Hoje estamos nessa guerra contra o coronavírus e novamente estamos dentro de casa tentando e fazendo o máximo para não perdemos o físico.
Larissa Ágata: O futebol entrou na minha vida quando eu tinha 6 anos, participei de escolinhas, campeonatinhos e fui sendo lapidada aos poucos por diversos treinadores. Conforme os anos se passaram, os campeonatos começaram a ser mais importantes e desde então me identifiquei muito com a modalidade, sempre visando o melhor para meu futuro.
Vitoria Silva: Comecei na rua brincando, nunca tinha pensado em jogar profissional até que vi que era uma coisa que me fazia bem, quando estava em campo meus problemas ficavam lá e eu só queria jogar, ai fui para uma escolinha e fui evoluindo, e até hoje procuro evoluir cada dia mais.
 Biana Rebeca: Meu primeiro contato foi na rua, com alguns primos e amigos.
Thalia Modesta: Foi uma coisa incrível.
Estefany Pereira: Foi incrível, amo futebol tanto masculino quanto feminino.
Krislaine Aparecida: Foi bom eu estava bem ansiosa.
Vivian Cavalcante: Jogando bola com meus primos e meu pai na rua, como não tinha meninas para brincar de outra coisa, tinha que me aventurar com eles que sempre me incentivaram.
Blenda Venus: Meu primeiro contato com o futebol foi com 6 anos na aula de ed. física, e então me apaixonei, futebol é tudo para mim.
Kemely Gasparoto: Nas ruas perto da minha casa jogando com os meninos, foi o primeiro contato e sempre foi uma paixão jogar bola.
Dafne Torteli: Eu tinha 7 anos quando teve um projeto na escola de futebol, participei com muitas dificuldades e sofri preconceito por ser menina, mas fui aprendendo a lidar.
 

Jornal São Paulo Center: De qual forma você acha que o futebol te ajuda no dia a dia?

 

Luana: Aaa o futebol me ajuda em questão de tristeza e de estresse em dias que estamos desacreditadas, como dizem "nunca será só um jogo ".

Larissa: O futebol me auxilia tanto na parte física, como na parte psicológica, às vezes estou estressada com algo e quando vou para dentro de campo, esqueço do mundo e só eu estou ali, uma válvula de escape para os problemas.
Vitoria: O futebol é muito alegre, divertido e sério. Ajuda muito porque você tem que criar uma responsabilidade desde pequeno e isso é muito bom para evoluir como pessoa e no futebol também.
Biana: Me ajuda a manter uma boa saúde, através do esporte eu consigo ter mais disciplina para cumprir as demais responsabilidades, e é uma forma de trabalhar a parte mental também.
Thalia: Quando eu estou triste é o futebol que me deixa calma, ele me deixa mais aliviada.
Estefany: De todas as formas, as vezes temos alguns problemas e o futebol nos faz esquecer.
Krislaine: O futebol me ajuda em tudo, quando estou nervosa me acalma, ocupo meu tempo com o futebol pois é uma coisa que eu amo fazer.
Vivian: Futebol mexe com o corpo, com a alma e com a mente, é algo que nos relaxa, as vezes nos frustra rs mas é normal, futebol é ir além do que se imagina, é ter liberdade de fazer o que quiser, ali o professor que comanda, mas a bola está no nosso pé, é a gente que cria, é um momento mágico e só entende quem joga.
Blenda: Esquecer os problemas.
Kemely:  É como uma terapia, fazer o que gostamos é totalmente diferente e alivia a vida de uma forma totalmente diferente.
Dafne: Futebol na minha vida veio com um propósito pois me ajuda a vencer a depressão e a ansiedade no dia a dia.
 

Jornal São Paulo Center: Você sente alguma dificuldade em campo? (Se sim, qual?)


Luana: Temos dificuldade em campo sim, eu mesma tem dias que parece que eu nunca joguei bola de tanto que erro nos toques, mas no outro dia já parece que sou uma Marta haha.
Larissa: Com certeza todos nós temos dificuldade, a minha por exemplo é resistência, preciso melhorar muito ainda para chegar em um altíssimo rendimento.
Vitoria: Sim eu tenho muita dificuldade de me comunicar, de pedir a bola, muita dificuldade mesmo.
Biana: Eu vim do salão a diferença entre os dois é enorme, então a adaptação demorou um pouco, mas com o passar do tempo a gente foi se acostumando e deu tudo certo.
Thalia: Nenhuma.
Estefany: Não Nenhuma.
Krislaine: Comunicação.
Vivian: Você sente alguma.
Blenda: Acho que nenhuma, a não ser o fato de me estressar.
Kemely: Campo nenhum, é aonde, mas me identifico.
Dafne: Sim por conta do tempo em que fiquei sem joga em campo.
 

Jornal São Paulo Center: Qual sua expectativa com relação ao campeonato que está por vir?


Luana: Temos um campeonato pela frente (Paulistão) a expectativa está sendo positiva e muito aguardada por todas, temos que manter o foco e passar força uma para outra a todo momento e sempre com fé que tudo vai dar certo!
Larissa: Acredito que seja uma oportunidade única, não só para mim como para todas que estão relacionadas, e acredito que iremos fazer uma boa campanha visando o melhor para o time.
Vitoria: Passei pela experiência de jogar o Paulistão sub 17 ano passado, não é fácil, tem que treinar muito, estou com uma expectativa muito boa, vejo que as meninas pegam firme mesmo, e que jogam com vontade.
Biana: Minha expectativa é a melhor, para o primeiro campeonato a gente sempre espera resultados bons, ganhar muita experiência e claro ter a certeza que entregamos o melhor dentro de campo.
Thalia: Eu estou ansiosa demais.
Estefany: Jogar bem e fazer um bom campeonato.
Krislaine: Ter resultados bons e se acaso não consigamos(não que eu esteja colocando minha equipe pra baixo) eu creio que vamos pegar bastante experiência porque são diversos times, são diversas opiniões, diversas formas de trabalhar um time e em equipe ou seja vamos pegar experiência de uma forma ou de outra.
Vivian: Grande, já joguei no Paulista sub 17 pelo C.A. Juventus e foi um sonho, jogar com times grandes e de alto rendimento é uma grande oportunidade, ter a visão de que tem muito o que melhorar, e sentir que todo jogo é uma final, sempre ter que dar o máximo, sabendo que tem muita gente te olhando é um incentivo, viagens, jogar em estádio com a grama perfeita ...Um verdadeiro sonho de quem jogava descalça no campinho de barro .
Blenda: A minha expectativa é ganhar.
Kemely: Muito grande pois é um campeonato muito disputado e que pode abrir portas para quem sonha em ser uma jogadora de futebol.
Dafne: Fico muito nervosa porque nunca imaginei estar na posição que estou hoje, podendo participar do Paulista como muitas meninas que como eu sonham mais não tem tantas oportunidades.


Atleta:Luana Gomes/Posição:Lateral- duas pontas/ Foto:Arquivo pessoal


Atleta:Larissa Ágata/ Posição:Volante/Foto:Arquivo pessoal


Atleta: Vitoria Silva/ Posição:Meio-campo/Foto: Arquivo pessoal



Atleta:Biana Rebeca/ Posição: Goleira/ Foto:Arquivo pessoal



Atleta: Thalia Modesta/ Posição: Ala direita/ Foto: Arquivo pessoal




Atleta:Estefany Pereira / Posição: Lateral Direito/ Foto: Arquivo pessoal




Atleta: Krislaine Gasparoto / Posição:Lateral-direito/ Foto: Arquivo pessoal



Atleta:Vivian Cavalcante / Posição:Zagueira/ Foto: Arquivo pessoal


Atleta: Blenda Venus / Posição: Volante/Foto: Arquivo pessoal



Atleta: Kemely Gasparoto/ Posição:Zagueira/ Foto: Arquivo pessoal




Atleta:Dafne Torteli /Posição: Atacante/Foto:Arquivo pessoal




 


 
 
Voltar Topo Indicar a um amigo Imprimir
 
JORNAL SÃO PAULO CENTER  -  AESCALADA - ACADEMIA BRASILEIRA DE ESPORTES
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS TREINADORES ESPORTIVOS E PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO FÍSICA
Telefones: (11) 4395-0925 ou WhatsApp (11) 9-5847-9889
  Nipotech