Liga de SP terá times de mais estados

Por reconhecimento da CBF, "liga paralela" de SP terá times de mais estados Depois de organizar um campeonato paralelo às competições da Federação Paulista de Futebol em 2016, a Liga de Futebol Paulista quer expandir suas ações em 2017. Nesta temporada, em busca de reconhecimento da Confederação Brasileira de Futebol, a entidade – encabeçada pela advogada Gislaine Nunes – passará a contar com clubes de fora do estado de São Paulo. Em janeiro de 2016, a Liga de Futebol Paulista registrou a patente da Liga de Futebol Nacional (LFN), já de olho em uma expansão. Segundo o vice-presidente da organização, Luciano Duarte, o departamento jurídico da CBF não reconheceria a liga nos moldes antigos, o que levou à nacionalização. Assim, em 2017, veio a adoção do nome registrado um ano antes. "Em visita ao jurídico da CBF, eles me passaram que não teriam a aceitação da Liga Paulista. De acordo com estatuto deles, não são permitidas ligas estaduais e regionais, apenas ligas nacionais", explicou Duarte, por telefone, ao UOL Esporte. Com a mudança de nome, entretanto, muda apenas a razão social da empresa, já que o CNPJ da entidade é o mesmo. A diretoria também segue mantida. Novidades, segundo Luciano Duarte, apenas em três artigos do estatuto da competição referentes aos filiados. Criada em 2015, a Liga de Futebol Paulista atraiu 39 equipes, das quais 30 participaram da primeira Taça Paulista realizada pela entidade em 2016. A campeã foi a Ranchariense (da cidade de Rancharia), que empatou com o Raça SC (de Campinas) em 1 a 1 na final e levou o título nos pênaltis. Divulgação Em 2016, Ranchariense foi campeã da Liga Paulista de Futebol (foto) Em 2017, clubes de quatro estados já estão garantidos. "Caminhamos para a constituição da Liga de Futebol Nacional, que foi aprovada em assembleia ontem (quinta-feira), não só com os clubes filiados à Liga Paulista, mas também com clubes de Ceará, Pernambuco e Minas Gerais", explicou Luciano Duarte. Segundo o projeto de expansão da LFN, três clubes do Ceará já se filiaram à nova competição. Entre eles, o América-CE, duas vezes campeão cearense (1935 e 1966). O Sport Club Maguary, de Fortaleza, e o Aliança Atlética, da cidade de Pacatuba, completam o contingente cearense. De Pernambuco, vêm mais dois clubes: Sete de Setembro (de Garanhuns) e Afogadense (Afogados da Ingazeira). A sexta novidade vem de Minas Gerais: o Jacutinga Atlético Clube, de Jacutinga. O Araxá Esporte Clube também é cotado para a entidade. A diretoria não cita outros times, mas garante estar em conversas com "candidatos" de Goiás, Tocantins, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Paraná. "A gente não quer divulgar ainda, porque estamos com conversas em andamento. A maioria deles está ativa. Temos o cuidado para não expor os clubes neste momento", explicou. O arbitral da nova competição da LFN, batizada de Taça Brasil, será realizado no dia 7 de março, em São Paulo. Fontes: Esporte UOL

 
 
Voltar Topo Indicar a um amigo Imprimir
 
JORNAL SÃO PAULO CENTER
Telefones: (11) 4653-3681 ou 9-9298-9006 - WhatsApp (11) 9-5847-9889 tim